Arquivos na categoria ‘Eventos Políticos’

TERCEIRIZADOS/AS MERECEM RESPEITO. NENHUM CENTAVO A MENOS PARA A EDUCAÇÃO!

Desde dezembro de 2014, as/os trabalhadoras/es terceirazad@s da UFRJ vem sofrendo com o não recebimento de seus salários, em especial da empresa Qualitécnica(empresa que presta serviços para a FND e Reitoria, por exemplo). A situação dessas/es trabalhadoras/es vem mobilizando toda a universidade, com atos no CONSUNI que recentemente fizeram a UFRJ adiar suas aulas.

O CACO presta toda solidariedade a essas/es funcionárias/es e tem se mobilizado junto a eles para que recebam seus salários, não sofram com os recorrentes atrasos de pagamento a que são acometidos há anos e contra qualquer forma de assédio moral por parte das empresas àquelas e aqueles que lutam por seus direitos.

O pagamento às empresas terceirizadas na UFRJ representa quase metade de toda verba de nossa universidade. Esse regime, além de flexibilizar as relações de trabalho, aumentar a rotatividade das/os trabalhadoras/os, reduzir os salários, ainda torna mais difícil a organização dessa categoria em torno dos seus direitos pelo frequente assédio moral e ameaças que sofrem por parte dos responsáveis da empresa.

Apesar da crise das terceirizações ter estourado no início desse ano, paralisando o calendário acadêmico da universidade, os atrasos de salários das/os terceirizados sempre foram recorrentes em todas as universidades federais que adotam o regime de terceirização.

Pela essencialidade dos serviços prestados por esses trabalhadoras/os da limpeza, da portaria e da segurança, as universidades em nosso país ficam muitas vezes nas mãos de empresas que sequer cumprem seus contratos que estabelecem que a empresa, mesmo sem receber por 90 dias, é obrigada a manter o pagamentos de seus funcionários/as.

É preciso ressaltar também que o atraso da votação da Lei Orçamentária Anual (LOA), assim com o Decreto 8389/15 que reduz os repasses para as universidades federais de 1/12 (um doze avos) para 1/18 (um dezoito avos) do orçamento previsto na LOA enquanto essa não é aprovada no Congresso Nacional ainda acirram as dificuldades causadas pelas terceirizações e a dependência das empresas terceirizadas que a UFRJ tem hoje.

Dessa forma, o CACO, em apoio aos funcionários terceirizados, está lançando a campanha TERCEIRIZADXS MERECEM RESPEITO – NENHUM CENTAVO A MENOS PARA A EDUCAÇÃO e convoca todas/os as/os estudantes para:

● o ATO “Enegrecer a Universidade com cortes NÃO DÁ – a luta de estudantes e terceirizadxs é uma só!” – amanhã, às 9h30 no CONSUNI;
● doarem alimentos não perecíveis durante a XXXI Semana Jurídica do CACO (que serão distribuídos para as/os terceirizadas/os da FND);
● o ATO POLÍTICO – “A terceirização nas universidades federais”, no dia 20/03, sexta-feira, às 11h no Salão Nobre da FND, como parte da Semana Jurídica.

A participação de todos nós nesta campanha é muito importante, precisamos prestar solidariedade e reivindicar os direitos das/os terceirizadxs, parte essencial da UFRJ! Convidamos todas/os estudantes a construírem essa campanha com a gente, participando das atividades e sugerindo novas mobilizações através do perfil institucional ou email do CACO (caconauta@gmail.com).

A luta das/os terceirizadxs é também a luta dxs estudantes!
https://www.facebook.com/events/797402476997314/

Centro Acadêmico Cândido de Oliveira
Gestão Movimento Pelo Direito, Sempre!

11064679_849210931814841_3118215696298587848_n

CACO PRESENTE NO ATO CONTRO O AUMENTO DAS PASSAGENS!

caconoato

REFORMA POLÍTICA E DEMOCRTIZAÇÃO DA MÍDIA – ATO NO DIA 08 DE DEZEMBRO

A campanha eleitoral para a Presidência e os mais recentes acontecimentos políticos no País colocaram na ordem do dia os debates sobre a reforma política e a democratização dos meios de comunicação.

Os setores conservadores já se organizam para travar a disputa em torno desses dois temas. Por um lado, tentam fazer avançar no Congresso, sem a participação popular, um projeto de reforma política que, entre outras coisas, constitucionaliza a contribuição de empresas para campanhas eleitorais (revertendo a decisão que está em vias de ser tomada pelo STF) e institui o voto distrital para o Poder Legislativo. Por outro lado, buscam associar qualquer tentativa de regulação das concessões públicas dos meios de comunicação com um falso cerceamento à liberdade de imprensa.

É preciso que os setores comprometidos com as causas populares, progressistas e de esquerda se organizem também para fazer essa disputa que será dura, em defesa de uma reforma com participação popular que garanta o aprofundamento da democratização de nosso sistema político, inibindo a força do poder econômico, corrigindo as distorções de representatividade e ampliando os mecanismos de participação direta do povo, e em defesa da democratização dos meios de comunicação, com iniciativas como o Projeto de Lei de Iniciativa Popular da Mídia Democrática.

O povo brasileiro já aprendeu o caminho: não dá pra fazer política só durante as eleições, a cada dois anos. É preciso fazer política todo o dia, exercer a nossa cidadania a toda hora, lutar pelos nossos direitos hoje e sempre. Já deu pra perceber que não haverá avanços importantes e estruturais nos próximos quatro anos, sem mobilização e muita pressão popular. Vamos às ruas, exigir ‘Mais Democracia, Mais Direitos!’, queremos a ‘Reforma Política com Participação Popular!’, queremos a ‘Democratização da Mídia!’, queremos o ‘Fim da Corrupção, com Apuração Republicana e Punição Rigorosa!’, queremos o ‘Fim do Financiamento Empresarial das Campanhas!’.

Todos e todas às ruas para o Ato Politico Cultural “Mais democracia, Mais direitos! Democratização da Mídia e Reforma Política com Participação Popular!”.

Concentração às 17h nos Arcos da Lapa, com caminhada até a Cinelândia, onde haverá um ato Politico-Cultural.

REFORMA

CACO no I ENCONTRO DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DA UFRJ

CACO e Movimento Pelo Direito, Sempre! presentes no I Encontro de Assistência Estudantil da UFRJ, no dia 08-11.

Um ótimo espaço para construir a política estudantil que o/a estudante da UFRJ precisa.

Quem entrou quer ficar! Hoje e amanhã no Alojamento da UFRJ.

CACO 2014 :: Gestão Pelo Direito, Sempre!

i encontro iencontro

CICLO INTEGRADO DE DEBATES

Com intuito de aprofundar a discussão política e acadêmica sobre importantes temas da atualidade, o CACO convida a todas e todas para os debates o CID, Ciclo Integrado de Debates do CACO. Serão conferidas até 10 horas complementares para quem participar dos 5 debates.

18/09 QUINTA-FEIRA (Auditório Valladão) :

16:40 – A questão palestina: é possível a paz?

– Emir Mourad – Federação Árabe Palestina do Brasil
– Leonel Caraciki – Mestre em História pelo Programa de Pós-Graduação em História Social da UFRJ e pesquisador pelo Núcleo Interdisciplinar de Estudos Judaicos (NIEJ-UFRJ)

18:30 -Objetificação do corpo da mulher na mídia

– Andreia Duavy – Coletivo de Jovens Feministas Elza Monnerat
– Representante da Marcha Mundial das Mulheres

23/09 TERÇA-FEIRA (Salão Nobre):

16:40 – Debate entre candidatas(os) a Deputad@s Estaduais

– Daniel Iliescu (PCdoB)
– Julio Anselmo (PSTU)
– Robson Leite (PT)
– Eduardo Sol (PSDB)
– Ivone Pita (PSOL)

25/09 QUINTA-FEIRA (Auditório Valladão)

16:40h Sistema Nacional de Participação Social e Reforma Política

– Talita Tanscheit (Instituto de Estudos Sociais e Políticos UERJ)
– Thiago José (Diretor de Comunicação da UNE)

18:00h Criminalização da Homofobia e o combate à discriminação LGBT

– Jean Wyllys – Deputado Federal e ativista LGBT

19:30h ESTRATÉGIAS DE COMBATE ÀS OPRESSÕES
E O COTIDIANO DAS MULHERES LGBT

– Marilia Macedo – Candidata a Vice-Governadora do estado do RJ, ativista LGBT, setorial LGBT CSP Conlutas

CACO 2014- Gestão Pelo Direito, Sempre!

cid

A FND representada no XIX Congresso Internacional de Direito Penal

Ocorreu uma mesa redonda sobre Terrorismo presidida pela professora Ana Lucia Sabadell(FND) com a participação dos professores Ulrich Sieber(Instituto Max-planck), Jan Michael Simon(Instituto Max-planck), Geraldo Prado(FND), Cristiane Brandão(FND) e Diogo Malan(FND), no dia 2 de setembro.congresso internacional